EUA negam que tenha enviado representantes à Coreia do Norte

Washington, 25 ago (EFE).- O Departamento de Estado americano negou hoje que tenha enviado dois representantes para negociar com a Coreia do Norte, como publicam vários meios de comunicação sul-coreanos, mas insistiu na disposição de Washington em restabelecer contatos dentro das negociações multilaterais.

EFE |

A imprensa da Coreia do Sul publicou hoje que os dois representantes dos EUA nas negociações multilaterais com a Coreia do Norte, Stephen Bosworth e Sung Kim, se dirigiam a Pyongyang para restabelecer os contatos com o Governo.

No entanto, um porta-voz do Departamento de Estado, Ian Kelly, afirmou hoje que, por enquanto, "não há planos, o embaixador Bosworth não tem planos, o embaixador Kim não tem planos, de ir à Coreia do Norte".

Estas informações surgiram no momento em que existe uma certa aproximação entre Coreia do Norte e Estados Unidos, depois que dois diplomatas norte-coreanos na ONU se encontraram com o governador do Novo México, Bill Richardson, e lhe mostrassem sua disposição em abrir um caminho de negociação com Washington.

O Governo americano insistiu, desde então, em sua disposição a abrir um diálogo bilateral, dentro das negociações a seis lados (Coreia do Norte, Coreia do Sul, China, Rússia, Japão e EUA) para impulsionar a desnuclearização de Pyongyang.

"Estamos conscientes de que aos norte-coreanos gostariam de ter negociações bilaterais, mas também estão conscientes de nossa posição, que é a de não haver negociações bilaterais até que aceitem a voltar à mesa de seis lados", disse o porta-voz.

"Se aceitarem a retornar, então nos sentaremos com eles", acrescentou. EFE pgp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG