EUA negam participação em operação da Colômbia no Equador

Bogotá, 9 mai (EFE).- O embaixador americano em Bogotá, William Brownfield, disse hoje que Washington não ajudou a Colômbia na incursão militar de 1º de março contra um acampamento da guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em território equatoriano.

EFE |

O diplomata foi categórico ao afirmar que os "EUA não participaram dessa operação".

O ministro equatoriano de Defesa, Javier Ponce, afirmou na quinta-feira, em Quito, que "a agressão de 1º de março pode ter contado com a participação de um Governo externo à região".

Ponce explicou sua hipótese com o argumento de que há razões "para acreditar que a força aérea colombiana não foi capaz de realizar o ataque sozinha".

As aeronaves militares da Colômbia "não têm capacidade de empregar bombas guiadas com o sistema GPS", sustentou o ministro equatoriano de Defesa. EFE jgh/fb/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG