EUA negam haver violações em fotos que Obama não quer divulgar

Washington, 30 mai (EFE).- A Casa Branca insistiu hoje em desmentir uma informação do jornal britânico Telegraph, que assegurou que havia violações entre as fotos de abusos a detidos que o presidente Barack Obama se nega a divulgar.

EFE |

Na quinta-feira passada, o diário assegurou que entre essas fotos, que mostram abusos cometidos por soldados americanos contra detidos, havia cenas de "tortura, estupro e todo tipo de atos indecentes".

O diário citou o general americano Antonio Taguba, que investigou os abusos feitos na prisão iraquiana de Abu Ghraib.

Hoje, em um e-mail enviado à imprensa, o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, reiterou que o artigo do diário era "falso" e que a pessoa citada, o general Taguba, tinha dito que era "errôneo".

Como prova, Gibbs apresentou o artigo que hoje é publicado por um portal de notícias americano, no qual o general Taguba assegura que não tinha visto as fotos citadas pelo "Telegraph".

O general explica que em suas declarações ao diário estava se referindo às fotos que tinha visto durante a investigação do escândalo de Abu Ghraib, mas não às 44 imagens inéditas que a União de Liberdades Civis quer que sejam publicadas apesar da oposição de Obama. EFE pgp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG