há anos , diz secretário da Defesa - Mundo - iG" /

EUA não sabem de Bin Laden há anos , diz secretário da Defesa

O secretário da Defesa americano, Robert Gates, disse que os Estados Unidos não têm informações confiáveis sobre o paradeiro do líder da Al-Qaeda, Osama Bin Laden, há anos. Bem, nós não sabemos de fato onde Osama Bin Laden está.

BBC Brasil |

Se soubéssemos, iríamos buscá-lo", disse Gates ao programa de televisão ABC This Week, que será transmitido neste domingo.

Na semana passada, um membro do Talebã detido no Paquistão disse que tinha informações de que Bin Laden estava no Afeganistão no início neste ano.

Mas Gates disse que não pode confirmar essa afirmação.

Ao ser perguntado sobre quando os Estados Unidos tiveram informações fortes de inteligência sobre o paradeiro do líder da Al-Qaeda pela última vez, o secretário disse achar "que há anos atrás".

O membro do Talebã disse ainda que viu Bin Laden várias vezes desde os ataques de 11 de setembro de 2001. Ele afirmou que, em janeiro ou fevereiro, se encontrou com um contato confiável que teria estado com o líder da Al-Qaeda havia cerca de 15 ou 20 dias antes.

Acreditava-se que Bin Laden poderia estar do lado paquistanês da fronteira com o Afeganistão.

Mas o detento disse que militantes estão evitando o Paquistão por causa do risco de ataques americanos.

Segundo ele, Bin Laden estaria bem de saúde.

Tropas
Os comentários de Robert Gates foram feitos depois que o presidente americano Barack Obama anunciou a decisão de enviar mais 30 mil soldados ao Afeganistão.

Obama disse que os Estados Unidos estão no país em resposta aos ataques da Al-Qaeda contra o território americano em 11 de setembro, e que a decisão de invadir o Afeganistão foi tomada "apenas depois que o Talebã se recusou a entregar Osama Bin Laden".

Ele disse que líderes da Al-Qaeda escaparam para o Paquistão em 2001 e 2002 e que puderam "manter portos-seguros ao longo da fronteira".

Um recente relatório do Senado americano, preparado pelo Comitê Democrata de Relações Exteriores, disse que Bin Laden estava "ao nosso alcance" no Afeganistão no final de 2001.

Mas o documento disse que, na época, os pedidos de reforços americanos para o país foram rejeitados, permitindo que o líder extremista "passasse sem ser perturbado" para as regiões tribais paquistanesas.

Na semana passada, o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, pediu para que o Paquistão faça mais para ajudar a capturar Bin Laden.

"Nós temos que nos perguntar porque, oito anos após 11 de Setembro, ninguém viu ou prendeu ou chegou perto de Osama Bin Laden, ninguém conseguiu chegar perto de (Ayman al-) Zawahiri, o número dois da Al-Qaeda", disse.

O primeiro-ministro paquistanês, Yousuf Raza Gilani, respondeu dizendo que não acredita que Bin Laden está em seu país, e que o Paquistão ainda não recebeu nenhuma "informação confiável" dos Estados Unidos sobre o extremista.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG