ameaça - Mundo - iG" /

EUA não responderam a foguete norte-coreano porque não era ameaça

Washington, 5 abr (EFE).- O Comando Norte das Forças Armadas dos Estados Unidos disse hoje que não respondeu ao lançamento do foguete norte-coreano - que alegam ser um míssil Taepodong-2 - por considerar que não era ameaça para a América do Norte e Havaí.

EFE |

Da base aérea de Peterson (Colorado), o Comando Norte afirmou, em comunicado, que, junto com o Comando de Defesa Aérea Americano (Norad, em inglês), acompanharam de perto os eventos relacionados ao lançamento.

Após avaliar o lançamento, tanto o Norad quanto o Comando Norte determinaram que "não representou uma ameaça para a América do Norte ou o Havaí, e não foi tomada nenhuma ação em resposta a este lançamento", disse a nota.

Segundo as autoridades militares, a primeira etapa do foguete caiu no Mar do Japão e os períodos restantes, incluindo a carga principal, no Oceano Pacífico.

"Nenhum objeto entrou em órbita e nenhum fragmento caiu no Japão", afirmou o comunicado do Comando Norte.

O Comando Norte indicou que "esta é toda a informação" que será dada à imprensa em relação ao lançamento do foguete norte-coreano.

Tanto o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, quanto líderes do Congresso condenaram o lançamento e o qualificaram como um "ato de provocação", e reiteraram sua exigência ao Governo de Pyongyang para que abandone suas ambições nucleares.

O regime de Pyongyang comunicou em 12 de março à Organização Internacional de Aviação Civil (Icao) e à Organização Marítima Internacional (OMI) que entre os dias 4 e 8 de abril lançaria um satélite de comunicações, como parte de seu programa espacial com fins pacíficos.

A Coreia do Sul, o Japão e os EUA definem o teste norte-coreano como uma violação da resolução 1.718 do Conselho de Segurança da ONU, que pede à Coreia do Norte para abandonar as provas de armas nucleares e com mísseis balísticos, assim como o desenvolvimento desse armamento. EFE mp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG