César e Gafas - Mundo - iG" /

EUA não comentam extradição de guerrilheiros César e Gafas

Washington, 9 jul (EFE) - O Governo dos Estados Unidos se recusou hoje a comentar notícias de que o país teria solicitado à Colômbia a extradição dos guerrilheiros conhecido como César e Gafas, capturados na semana passada na Operação Xeque, que soltou 15 reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

EFE |

"O Departamento de Justiça (americano) não comenta sobre assuntos de extradição a menos e até que o acusado seja extraditado e se encontre em solo americano", disse à Agência Efe Laura Sweeney, porta-voz da agência federal.

Questionada sobre relatórios que circulam em Bogotá de que os Estados Unidos já teria feito a solicitação oficial, Sweeney insistiu em que o Governo mantém a política de não comentar sobre esse tipo de assuntos.

As autoridades colombianas podem discutir a questão "porque é sua prerrogativa", disse.

"Mas, de nossa parte, nós não discutiremos até que estejam em solo americano", enfatizou Sweeney.

Na terça-feira, o comandante das Forças Militares e ministro da Defesa encarregado da Colômbia, general Freddy Padilla de León, confirmou que os EUA pedirão em extradição, sob acusações de seqüestro, Gerardo Antonio Aguilar, conhecido como "César", e Alexander Farfán, o "Enrique Gafas".

Os dois foram capturados na quarta-feira da semana passada na operação de resgate de 15 reféns das Farc, entre eles a ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt, três americanos que prestavam serviço ao Pentágono e 11 policiais e militares colombianos.

Segundo Padilla de León, a extradição será efetivada quando forem cumpridos todos os requisitos legais na Colômbia.

No mesmo dia, o embaixador dos Estados Unidos na Colômbia, William Brownfield, não descartou que o país pedisse em extradição os dois "carcereiros" das Farc. EFE mp/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG