EUA minimizam críticas de Cristina Kirchner a Obama

Washington, 26 fev (EFE).- O Governo dos Estados Unidos minimizou hoje a importância das críticas da presidente argentina, Cristina Fernández de Kirchner, sobre a política externa de Barack Obama.

EFE |

Em entrevista à imprensa sobre a viagem da secretária de Estado americana, Hillary Clinton, que começa neste fim de semana pela América Latina, o responsável americano para a região, Arturo Valenzuela, assegurou que há no continente "um apreço muito grande" em relação à figura de Obama.

Valenzuela indicou que "todos podem ter sua própria opinião sobre a política externa dos Estados Unidos e sobre seu sucesso ou a falta dele", mas Obama é "provavelmente a figura política mais popular em todos os países da região".

A presidente argentina declarou ontem à "CNN" que "as expectativas que a América Latina tinha sobre Obama não se cumpriram", sobre a possibilidade de o governante iniciar uma nova relação com o continente.

Valenzuela afirmou ainda que Cristina e Hillary vão conversas sobre "temas internacionais e bilaterais", mas não devem falar sobre o conflito entre Argentina e Reino Unido pelas Malvinas. EFE mv/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG