EUA, México, Portugal e Turquia lideram desigualdade de renda

(embargada até as 05h de Brasília do dia 21 de outubro) Paris, 21 out (EFE).- Estados Unidos, México, Portugal e Turquia foram considerados pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) os países-membros com maior desigualdade de renda Estas nações tiveram o índice de desigualdade bem acima do coeficiente da OCDE, que é de 0,32.

EFE |

Os países com menores diferenças de renda são Dinamarca e Suécia, cujo nível de desigualdade ficou em 0,23.

Considerando os dados desde meados da década de 80, França e Espanha foram os únicos países-membros da organização onde as diferenças diminuíram, uma exceção que contrasta com a tendência geral no mundo desenvolvido.

Em seu relatório "Crescimento e Desigualdade" publicado hoje, a OCDE explica que entre meados da década de 80 e 90 a diferença de renda diminuiu em França e Espanha, enquanto aumentou em 23 dos países-membros e manteve-se estável nos cinco restantes.

Já a partir da década de 90, houve uma clara queda das desigualdades no México e na Turquia, enquanto na Grécia, na Irlanda, na Holanda e no Reino Unido ela foi pequena.

Desde a metade dos anos 80, os autores do estudo também analisam com profundidade a evolução da pobreza - situação em que uma pessoa vive com renda inferior a 50% do nível médio de um país, segundo a entidade -, que só retrocedeu na Bélgica e no México.

Dinamarca e Suécia são os países onde a proporção de pobres é menor, apenas 5,5% , bem abaixo da média da OCDE, 11%.

No outro extremo, a pobreza ainda afeta mais de 18% da população mexicana e 17% na Turquia e nos EUA. EFE ac/rb/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG