Canadá, Estados Unidos e México pediram nesta quinta-feira aos países compradores de sua carne de porco que ponham fim às barreiras sanitárias impostas ao produto por temor de contaminação do vírus H1N1 da gripe suína.

Vários países, entre eles Rússia e China, decidiram por proibições totais ou parciais às importações de gado suíno procedentes da América.

"Estas restrições injustificadas provavelmente causarão graves distúrbios graves no comércio sem motivo algum, e provocarão perdas econômicas consideráveis", afirmou o representante de comércio dos Estados Unidos, Ron Kirk, o ministro canadense do Comércio Internacional, Stockwell Day, e o secretário de Economia do México, Gerardo Ruiz Mateos, em um comunicado conjunto.

ch/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.