EUA mantém Cuba em lista de países que apoiam terrorismo

Washington, 30 abr (EFE).- O Governo dos Estados Unidos manteve hoje Cuba na lista de países que apoiam o terrorismo, embora tenha constatado algumas declarações positivas por parte do ex-presidente Fidel Castro.

EFE |

Trata-se do primeiro relatório sobre o tema feito pelo departamento de Estado com Hillary Clinton na chefia da diplomacia.

O Governo americano manteve Cuba em sua "lista negra" pela ilha ainda abrigar alguns terroristas, embora tenha reconhecido que não vê mais apoio a movimentos armados na América Latina e outras regiões.

"Membros da ETA, das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e do Exército de Libertação Nacional (ELN) permaneceram em Cuba em 2008", disse o relatório.

As autoridades cubanas seguiram com a defesa pública das Farc, que os EUA consideram um grupo terrorista, afirma ainda o documento.

Ao mesmo tempo, o departamento de Estado apontou que Fidel pediu às Farc a libertação incondicional das pessoas que mantém presas e condenou os maus-tratos de reféns e o sequestro de políticos.

Os EUA não contam com provas de operações de lavagem de dinheiro vinculadas ao terrorismo em Cuba, embora tenha frisado que seu sistema bancário não é transparente.

A designação como país patrocinador do terrorismo acarreta sanções, incluindo a proibição de que os EUA vendam armas e dê assistência econômica à ilha.

Além de Cuba, integram a lista Irã, Síria e Sudão. Os EUA tiraram a Coreia do Norte do grupo em 11 de outubro de 2008, após alcançar um acordo com o país para pôr fim a seu programa nuclear. EFE cma/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG