Jimena - Mundo - iG" /

EUA mantêm alerta de viagem a áreas do México afetadas pelo Jimena

WASHINGTON - O governo dos Estados Unidos renovou, nesta sexta-feira, o alerta de viagem às áreas afetadas pela depressão tropical Jimena no México, que embora se dissipa, causou inundações e pode provocar deslizamentos de terra, segundo informou.

EFE |

EFE

Imagem de satélite do furacão "Jimena" se dissipando

O Departamento de Estado pediu aos americanos em comunicado que "considerem cuidadosamente o risco" de viajar para essas regiões, ao mesmo tempo em que recomendou aos que estão lá que saiam "o mais rápido possível" se não possuem uma casa "adequada e segura".

Atualmente o centro do "Jimena" está sobre o Golfo da Califórnia, após ter tocado terra com uma intensidade de dois na escala de Saffir Simpson.

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos prevê que volte à Península de Baixa Califórnia lentamente e que concentre sua potência na região central até sábado.

O Departamento de Estado disse que a metade norte do estado da Baixa Califórnia Sul sofre chuvas intensas e inundações, e existe o potencial de deslizamentos de terras.

"Na região se registraram danos graves nos edifícios e infraestruturas. A maioria das estradas está interrompida e a área carece de eletricidade e provisão de água", afirma o comunicado.

Por isso, o Departamento de Estado estendeu até o dia 11 de setembro o alerta de viagem emitido em 31 de agosto.

Até agora o fenômeno meteorológico fez uma vítima fatal, um homem de 74 anos que morreu afogado após sua casa ter sido inundada no município de Mulegé, segundo disseram à Efe fontes da Defesa Civil.


Leia mais sobre furacão Jimena

    Leia tudo sobre: furacãojimenatempestade

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG