Washington, 9 mai (EFE) - Os Estados Unidos afirmaram hoje que se os laços entre o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) existirem, como alega Bogotá e como afirmou hoje o jornal The Wall Street Journal, a América Latina e a comunidade internacional devem ficar preocupados. O periódico econômico assegurou hoje que as ligações entre Chávez e as Farc podem ser mais amplas e profundas do que se acreditava, com base em documentos encontrados no computador de Raúl Reyes, morto por tropas colombianas em 1º de março durante um ataque a um acampamento da guerrilha em território equatoriano. Se esses vínculos existem, deveria haver uma profunda preocupação na região e na comunidade internacional, disse o porta-voz do Departamento de Estado americano, Sean McCormack. Ele afirmou, no entanto, que é o Governo colombiano que deve se pronunciar com mais detalhes sobre os dados encontrados no computador de Reyes. McCormack acrescentou que sabe que as autoridades colombianas estão trabalhando estreitamente com a Interpol para se assegurar da procedência da documentação e de como encaixa com outras fontes de informação que têm. Tenho certeza de que (...

) vamos falar muito mais sobre isto, mas acho que é somente apropriado permitir neste momento ao Governo colombiano que aprofunde sobre este assunto, se deseja fazê-lo", indicou o porta-voz. EFE cae/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.