Washington, 5 mai (EFE).- O Governo dos Estados Unidos lamentou profundamente hoje as vítimas civis do bombardeio da Otan a um grupo de talibãs na província afegã de Farah, e anunciou que participará da investigação para esclarecer o incidente.

"Os EUA lamentam profundamente qualquer dano ou perda de vidas inocentes entre os afegãos como consequência de operações nas quais suas forças estão envolvidas", disse o porta-voz adjunto do Departamento de Estado, Robert Wood.

O Governo americano considerou que "qualquer perda de vidas inocentes é trágica", e ofereceu assistência humanitária às comunidades afetadas.

Wood indicou que os Estados Unidos "levarão seriamente em conta os relatórios sobre o incidente e os investigarão a fundo".

As autoridades afegãs ainda não determinaram o número de civis que morreram no bombardeio da aviação da Otan a um grupo de talibãs que tinha sitiado um distrito da província ocidental afegã de Farah.

Segundo Wood, os Estados Unidos "adotam precauções para evitar perda de vidas entre os civis afegãos, assim como as forças afegãs e internacionais durante as operações contra os insurgentes e terroristas".

De acordo com o governador de Farah, Rohul Amin, o ataque da Otan na região terminou com um saldo de aproximadamente 30 talibãs e "várias" vítimas civis mortos. EFE elv/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.