EUA lamentam decisão do Supremo brasileiro sobre Sean Goldman

Os Estados Unidos lamentaram a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) do Brasil de suspender a ordem judicial pela qual o menino Sean Goldman seria devolvido a seu pai biológico, americano, declarou nesta quarta-feira Philip Crowley, porta-voz do departamento de Estado.

AFP |

"Lamentamos a decisão. Os funcionários da embaixada continuam trabalhando com a família, e se reunirão com advogados brasileiros e com o representante de Goldman para estudar os próximos passos legais", explicou o porta-voz.

Crowley não pôde confirmar se a secretária de Estado, Hillary Clinton, entrou em contato com o governo brasileiro para comentar a decisão do STF.

Na noite de terça-feira, o Supremo revogou a decisão da Justiça Federal em virtude da qual o menino Sean Goldman, nove anos, seria entregue nesta quarta-feira a seu pai biológico.

jz/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG