EUA lamentam condenação de Hu Jia

Os Estados Unidos lamentaram nesta quinta-feira a condenação do dissidente chinês Hu Jia, e fizeram um novo apelo à China para que respeite os direitos humanos, informou a porta-voz da embaixada americana em Pequim.

AFP |

"Estamos consternados com esta condenação", declarou à AFP a porta-voz Susan Stevenson.

"Neste ano olímpico, pedimos à China que aproveite a oportunidade de mostrar a melhor imagem possível e melhore a situação dos direitos humanos e da liberdade religiosa".

Hu Jia, um dos principais críticos do regime chinês, foi condenado nesta quinta a três anos e meio de prisão por "incitamento à subversão".

O dissidente, de 34 anos, era acusado de subversão por formular críticas ao governo chinês em artigos publicados na Internet e em entrevistas na imprensa estrangeira.

mbx/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG