EUA: julgamento de Liu Xiaobo não é compatível com grande país

Os Estados Unidos condenaram nesta quarta-feira o julgamento do dissidente chinês Liu Xiaobo, estimando que o processo não é o testemunho de um grande país.

AFP |

"Este tipo de ação, um processo político que levará, sem dúvida, a uma condenação, não é o testemunho de um grande país", disse o porta-voz do departamento de Estado Philip Crowley.

Preso há mais de um ano por publicar uma mensagem pedindo a democratização da China, Liu Xiaobo, um dos líderes da dissidência, foi julgado por "subversão" hoje, em Pequim, mas o veredicto será conhecido na sexta-feira, dia de Natal.

Liu, 53 anos, é acusado de "subversão do poder do Estado" e pode ser condenado a até 15 anos de prisão.

cs/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG