EUA: jornal nova-iorquino se desculpa por charge polêmica

O New York Post desculpou-se nesta sexta-feira pela publicação de uma charge sugerindo que o plano de retomada econômica dos EUA teria sido redigido por um macaco, admitindo que o desenho possa ser percebido por algumas pessoas como expressão levemente velada de racismo.

AFP |

A caricatura publicada na quarta-feira no tablóide chegou a escandalizar defensores dos direitos cívicos, que organizaram manifestação na quinta-feira diante da sede da News Corp., proprietária do Post.

O desenho, que saiu na página 12 do diário, mostra um policial matando um macaco, numa referência a um episódio ocorrido na última segunda-feira em Connecticut, quando um oficial matou a tiros um macaco que atacou e feriu gravemente uma mulher.

Na charge, outro policial comenta: "Eles vão precisar encontrar outro para redigir o próximo projeto de lei de estímulo (econômico)".

Em editorial divulgado em seu site, o Post declara que a peça tipográfica "visava a criticar um plano de retomada federal mal redigido. E ponto".

"Mas isso foi interpretado de outra forma - como uma representação do presidente Obama, como expressão levemente velada de racismo", prossegue o jornal neste editorial.

"Essa não é certamente a intenção. Desculpamo-nos junto aos que se sentiram ofendidos pela imagem", acrescenta o texto.

Centenas de manifestantes protestaram na quinta-feira contra o desenho que, segundo o reverendo Al Sharpton, ativista dos direitos civis, é uma referência racial ao presidente Barack Obama, primeiro presidente negro dos Estados Unidos.

ltl/mlm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG