Washington, 28 abr (EFE).- O Governo dos Estados Unidos vai divulgar nesta terça-feira novos detalhes da operação criada para combater a gripe suína.

Os novos detalhes serão conhecidos depois de as autoridades da saúde confirmarem na segunda-feira 40 casos da gripe no território americano, sem nenhuma morte.

Apesar de o presidente Barack Obama ter indicado que não existe motivo de alarme, a Administração de Alimentos e Drogas (FDA, na sigla em inglês) autorizou certos medicamentos e instrumentos de diagnóstico para ser usados contra a gripe suína.

O Departamento de Defesa informou que acompanha a situação criada pela gripe suína e que está pronto para adotar medidas destinadas a proteger a população militar.

"Sem dúvidas, temos vários planos de contingência para enfrentar incidências de saúde como esta", disse o porta-voz do Pentágono, Brian Williams.

Williams acrescentou que esses planos têm como objetivo preservar a força militar caso a emergência seja maior.

Enquanto isso, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) iniciaram a distribuição de normas para impedir que a gripe suína se propague entre a força de trabalho. EFE ojl/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.