EUA indicam que não renegociarão acordo sobre bases militares com Japão

Os Estados Unidos descartaram nesta segunda-feira a hipótese de renegociar um acordo sobre as bases militares norte-americanas no Japão com o novo governo de centro-esquerda desse país, que prometeu tratar de maneira diferente a questão das forças norte-americanas em seu território.

AFP |

O recém-eleito primeiro-ministro do Japão, Yukio Hatoyama, pediu no passado a Washington que retirasse a base militar de Futenma, na ilha de Okinawa (sul).

Mas o porta-voz do Departamento de Estado, Ian Kelly, disse que os Estados Unidos não revisarão o acordo -concluído há apenas alguns meses com o atual governo conservador-, que inclui o envio de tropas para o território norte-americano de Guam.

"Os Estados Unidos não têm intenção de renegociar o plano de transferência das instalações de Futenma ou a transferência de soldados para Guam com o governo de Japão", disse Kelly.

Após exaustivas negociações, o governo do ex-presidente George W. Bush decidiu desmantelar Futenma e transferir suas instalações para uma região mais tranquila de Okinawa.

Mas alguns ativistas japoneses -apoiados pelo Partido Democrata de Hatoyama quando estava na oposição- querem que os Estados Unidos se retirem completamente de Okinawa.

lc-sct/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG