EUA: Funcionário do Wal-Mart morre pisoteado por clientes em liquidação

Nova York, 28 nov (EFE).- Um funcionário da Wal-Mart, a maior rede varejista no mundo, morreu hoje, em Nova York, pisoteado pelos clientes da loja que se acumularam no estabelecimento para aproveitar o primeiro dia de liquidações nos Estados Unidos, informou a Polícia.

EFE |

Como em milhares de lojas do país, nesse estabelecimento acontecia hoje a "Black Friday", realizada todos os anos no dia seguinte da quinta-feira de Ação de Graças.

É o primeiro dia de liquidações e milhares de americanos vão às compras e inclusive fazem fila na noite anterior para conseguir produtos baratos de lojas que, em muitos casos, abrem de madrugada para vender os itens com melhores preços.

Um desses estabelecimentos era a loja Wal-Mart em Long Island (Nova York), que abriu as portas às 5h.

Segundo a Polícia detalhou, em comunicado, um dos funcionários, que era contratado através de uma empresa de trabalho temporário para realizar tarefas de manutenção e sobre o qual não foi informada a identidade, foi pisoteado no momento da abertura por cerca de 200 compradores.

Um de seus colegas, Jimmy Overby, disse à imprensa que os clientes "tiraram as portas das dobradiças, derrubaram e pisotearam" a vítima, assim como o próprio, que disse que teve que sair debaixo das pessoas que pisavam em suas costas.

Além da morte do trabalhador, de 34 anos, em um hospital próximo, apenas uma hora depois do incidente, outras três pessoas ficaram levemente feridas e uma mulher grávida de 28 anos foi hospitalizada para exames. EFE mgl/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG