EUA: fotos de torturas em debate tenso sobre gastos de guerra no Congresso

O debate no Congresso americano sobre gastos de guerra no Iraque e Afeganistão se intensificou nesta segunda-feira com a ameaça de dois senadores de bloquear o dinheiro, se não for mantida a emenda que proíbe a publicação de fotos de torturas infligidas a detidos no Iraque.

AFP |

O senador independente Joe Lieberman e seu colega republicano Lindsey Graham são os autores da emenda intitulada "Lei de proteção dos arquivos fotográficos de detidos" aprovada no final de maio junto com a versão do Senado do orçamento de financiamento suplementar das guerras no Iraque e Afeganistão até 30 de setembro de 2009.

Na Câmara de Representantes, a ala esquerda do Partido Democrata rebelou-se contra a emenda, que percebe como um obstáculo à liberdade de expressão. Os legisladores dessa ala ameaçam retirar seu apoio à maioria se a emenda for mantida.

Já os senadores Lieberman e Graham publicaram nesta segunda-feira um comunicado no qual destacam estarem dispostos "a empregar todos os meios disponíveis" para se oporem ao projeto de orçamento se sua emenda não for aprovada. "A publicação das fotos serviria como ferramenta de propaganda e recrutamento para os terroristas que buscam atacar os americanos", escrevem os dois senadores.

Depois de ter-se mostrado a favor de publicar as fotografias, o presidente Barack Obama mudou de opinião mês passado, estimando que era inoportuno divulgar as imagens por temor a que estimulem sentimentos antiamericanos no mundo.

emp/cha/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG