EUA fixam diretrizes contra empresas que contratarem imigrantes ilegais

Washington, 30 abr (EFE).- O Departamento de Segurança Nacional (DHS, em inglês) dos Estados Unidos emitiu hoje uma série de diretrizes para os agentes do Escritório de Imigração e Alfândegas (ICE) destinadas às empresas que contratarem imigrantes ilegais.

EFE |

O objetivo das diretrizes emitidas pela secretária de Segurança Nacional, Janet Napolitano, é desestimular, através de multas e acusações criminais, a proliferação de estabelecimentos que empregam imigrantes ilegais, explicou o DHS.

"As diretrizes refletem um enfoque dentro de todo o departamento de que, através do processamento criminal, os alvos são empregadores exploradores que cultivam locais de trabalho ilegais ao violar as leis do país e contratar com pleno conhecimento trabalhadores ilegais", disse à Agência Efe Matt Chandler, porta-voz do DHS.

"Ao mesmo tempo, o ICE continuará detendo e colocando em processo de deportação qualquer trabalhador ilegal que for encontrado" nessas operações em locais de trabalho, acrescentou Chandler.

Ele explicou que a busca de empregos nos Estados Unidos "continua sendo uma das principais causas da imigração ilegal".

Com estas diretrizes, as autoridades buscam enviar também uma "mensagem clara" de ajuda "aos milhões de negócios que seguem as regras, mas que se encontram competindo com outros que recorrem ao mercado de mão-de-obra ilegal", destacou Chandler.

O DHS atualmente está revendo a política de detenção, tratamento e deportação dos estrangeiros clandestinos. EFE mp/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG