WASHINGTON (Reuters) - A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, disse que os Estados Unidos farão tudo o que puderem para encontrar e libertar o soldado norte-americano capturado no Afeganistão e cuja detenção foi transmitida em um vídeo. A gravação, que teve trechos publicados pelo site YouTube na Internet, mostra o soldado Bowe Bergdahl, de 23 anos, de Idaho, vestido com roupas tradicionais afegãs, sendo instigado a pedir às forças norte-americanas a retirada de suas tropas do Afeganistão.

"Nós estamos tentando fazer tudo que for possível para localizá-lo e libertá-lo", disse Hillary, que está na Índia, em uma entrevista ao programa "Good Morning America", transmitida pela emissora ABC nesta segunda-feira.

"É ultrajante", disse. "É um verdadeiro sinal de desespero e um comportamento criminoso inapropriado destes grupos terroristas, então nós faremos tudo que pudermos para resgatá-lo."

O Exército norte-americano denunciou o vídeo como propaganda do Taliban que viola as leis internacionais.

(Reportagem de Tabassum Zakaria)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.