EUA farão o possível por paz entre Israel e palestinos, diz Hillary

Washington, 13 jan (EFE).- Hillary Clinton, futura secretária de Estado, disse hoje durante audiência no Senado para sua confirmação no cargo que o próximo Governo dos EUA fará tudo o possível para conseguir a paz entre israelenses e palestinos.

EFE |

Ela indicou que a estratégia dos Estados Unidos no Oriente Médio deve responder às necessidades de segurança de Israel e às "legítimas aspirações econômicas e políticas dos palestinos".

A senadora democrata por Nova York disse que tanto ela quanto o presidente eleito, Barack Obama, entendem perfeitamente "o desejo de Israel de se defender nas atuais circunstâncias e de se libertar do bombardeio de mísseis do Hamas".

A situação deve de servir, segundo Clinton, para redobrar a determinação americana de uma paz "justa e duradoura" que permita a Israel obter uma verdadeira segurança, assim como relações "normais e positivas" com seus vizinhos.

A esse objetivo deve se somar o do estabelecimento de "independência, progresso econômico e segurança por parte dos palestinos em seu próprio estado", destacou.

"Faremos tudo o possível para respaldar o trabalho de israelenses e palestinos que perseguem esses resultados", insistiu.

Acrescentou que essa paz é "crucial" não só para as partes envolvidas, mas para o objetivo americano de "fragilizar as forças violentas e extremistas" no mundo todo.

A senadora democrata afirmou, ao mesmo tempo, que os Estados Unidos deve apostar por uma política externa que obrigue o Irã a encerrar seu programa de armas nucleares e seu "patrocínio terrorista", além de forçar esse país e a Síria a "abandonarem seu comportamento destrutivo e se transformem em atores construtivos" na região. EFE tb/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG