Washington, 24 ago (EFE).- Os Estados Unidos afirmaram hoje que o enviado especial americano para o Oriente Médio, George Mitchell, que se reunirá na quarta-feira com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, está mais perto de conseguir o recomeço do diálogo de paz.

"Qualquer informação de que tenhamos alcançado um acordo ou que esperamos um para quarta-feira é prematura", advertiu, porém, o porta-voz do Departamento de Estado americano, Ian Kelly.

Mitchell se reunirá na quarta-feira em Londres com Netanyahu, dentro dos esforços do Governo americano para preparar o terreno para que israelenses e palestinos voltem a negociar para forjar um acordo integral de paz.

"Estamos nos aproximando da hora de assentar a base no marco da qual todos estejam confortáveis para vir, sentar e falar", afirmou o porta-voz em entrevista.

Kelly não quis revelar as razões pelas quais os EUA estão tão otimistas com um possível reatamento das negociações de paz no Oriente Médio, e apenas disse: "Estamos mais esperançosos com que possamos chegar ao ponto no qual seja possível retomar o diálogo".

Um ponto que impediu o recomeço das negociações de paz foi a exigência por parte da Autoridade Nacional Palestina (ANP) e dos Estados árabes de que Israel congele definitivamente sua atividade de construção de assentamentos em território palestino, um pedido que os Estados Unidos também apoiam firmemente. EFE cae/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.