profunda preocupação com direitos humanos em Cuba - Mundo - iG" /

EUA expressa profunda preocupação com direitos humanos em Cuba

Madri, 21 abr (EFE).- O secretário de Estado adjunto dos Estados Unidos para o Hemisfério Ocidental, Arturo Valenzuela, manifestou hoje profunda preocupação com a situação dos direitos humanos em Cuba, agravada após a morte em greve de fome do dissidente Orlando Sapato Tamayo.

EFE |

O secretário falou sobre Cuba por videoconferência perante o Fórum Europa-América Latina-EUA, realizado em Madri e promovido pela Secretaria-Geral Ibero-Americana (Segib), o Real Instituto Elcano e o centro de estudos Inter-American Dialogue de Washington.

A preocupação de Valenzuela aumentou "particularmente após a morte de Tamayo", morto em fevereiro passado após uma greve de fome de 85 dias.

"Isso é algo que teve repercussão no mundo todo", ressaltou o secretário de Estado adjunto.

Apesar de tudo, disse ele, "começamos um processo de contatos com o Governo cubano sobre assuntos de interesse comum. Falamos de migração, de serviços postais e, mais recentemente, sobre como coordenar melhor nossos sistemas" diante de tragédias como o terremoto que devastou o Haiti em janeiro passado.

Ao mesmo tempo, explicou, o Governo do presidente Barack Obama "reverteu algumas das medidas tomadas pela Administração anterior (de George W. Bush), no que diz respeito ao levantamento de algumas restrições comerciais".

"Mas devo dizer que, neste ponto particular, estamos avançando de forma cautelosa. Ainda estamos preocupados com a situação dos direitos humanos em Cuba", enfatizou Valenzuela.

"Estamos estudando se podemos continuar colaborando com o Governo de Cuba sobre assuntos de interesse mútuo. E, ao mesmo tempo, queremos ter uma sólida relação com o povo cubano", complementou.

EFE pa/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG