EUA estudam acordo que tira tropas do Iraque em 3 anos

O secretário da Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates, começou a informar membros-chave do Congresso americano sobre um esboço de acordo com o Iraque que pode levar a uma retirada das tropas americanas dentro de três anos. Embora os detalhes não tenham sido divulgados, as autoridades americanas dizem que o documento prevê que os soldados deixem cidades e vilarejos iraquianos em meados de 2009, e o país inteiro até o final de 2011.

BBC Brasil |

As autoridades iraquianas insistiram em um cronograma claro para a retirada, mas um porta-voz do Pentágono disse que isso só ocorrerá se as condições permitirem.

Gates disse ainda que o mais recente esboço de acordo dá proteção adequada às forças americanas, indicando que ambos os lados tiveram que ceder nesse processo.

Imunidade
Os iraquianos acreditam que a imunidade para tropas americanas e prestadores de serviços contratados pelas autoridades dos Estados Unidos mina a sua soberania.

Mas ambas as partes podem chegar a um entendimento sobre a questão, segundo o correspondente da BBC em Washington, Richard Lister. Estuda-se a possibilidade de que que soldados de folga que violem a lei sejam processados nos tribunais iraquianos. A imunidade continuaria garantida, contudo, quando os soldados estão em operações militares.

Não é necessário que o Congresso aprove formalmente este acordo, e a maior dúvida é se os iraquianos vão acabar concordando com ele no final, disse Lister.

Um documento formal tem que ser aprovado por três órgãos na administração iraquiana - gabinete, Conselho Presidencial com três integrantes e Conselho de Representantes - que podem, ainda, sugerir emendas.

Qualquer acordo tem que ser acertado antes de o mandato das Nações Unidas para as forças de coalizão no Iraque expirar, no final do ano.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG