Washington, 27 jan (EFE).- O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates, afirmou hoje no Senado americano que, há algum tempo, o país está preparado para enfrentar qualquer ameaça militar da China.

A declaração de Gates foi feira numa sessão da Comissão de Serviços Armados do Senado, durante a qual explicou as diretrizes do novo Governo em matéria de segurança e defesa.

Hoje foi a primeira vez em que o secretário de Defesa, no cargo desde o Governo Bush, falou no Congresso como chefe do Pentágono na Administração de Barack Obama.

Gates disse aos legisladores que o Pentágono desenvolve programas capazes de fazer frente aos avanços tecnológicos da China que possam "ameaçar os porta-aviões" americanos.

Embora não tenha dado mais detalhes, o secretário de Defesa assegurou que a Marinha e a Força Aérea americana estão bem posicionadas na Ásia.

No entanto, Gates disse que os EUA devem continuar monitorando o Sudeste Asiático, onde a Coreia do Norte "continua sendo uma ameaça à estabilidade regional" e a influência estratégica da China "segue crescendo".

Nos últimos anos, Pequim aumentou seu orçamento destinado à defesa, numa tentativa de intimidar seus vizinhos. Em março de 2007, lembrou o senador democrata Daniel Akaka, a China anunciou um aumento de 19,47% de seus gastos militares. EFE elv/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.