EUA estão em alerta devido ao perigo de propagação do vírus da gripe suína

Washington, 26 abr (EFE). As autoridades de saúde dos Estados Unidos vigiam de perto os casos de gripe suína detectados no país, perante a contatação de que a propagação é inevitável e pode se desencadear uma grave crise como a vivida pelo México.

EFE |

Por enquanto foram confirmados sete casos na Califórnia, dois no Texas e dois no Kansas, e todos os olhos estão voltados para Nova York, a cidade mais populosa do país e onde poderia ter sido detectado um foco entre alunos de um colégio particular do Queens.

Nova York, segundo os especialistas em saúde, é uma cidade especialmente propicia para a propagação de epidemias por causa de seus sistemas de transporte maciços, e aglomerações em ruas e espaços públicos, como teatros, estações, e museus.

Hoje mesmo, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) do país deve confirmar se, como se teme, oito dos estudantes doentes do centro de ensino médio San Francis, de Nova York, foram contagiados com a nova e virulenta cepa de gripe suína que já causou dezenas de mortos no México.

Sexta-feira, 75 estudantes do centro, alguns dos quais tinha viajado ao México recentemente, começaram a sofrer enjôos, náuseas, febre e dores.

Após submetê-los a um exaustivo exame médico, o Comissário de Saúde de Nova York, Thomas Frieden, disse ontem em entrevista coletiva que oito deles tinham dado positivo como portadores do vírus da gripe tipo A.

Isto implica que provavelmente sofras da gripe suína, assegurou, apesar de os resultados definitivos só saírem hoje. Nenhum deles, por enquanto, se encontra em estado grave.

O Departamento de Saúde de Nova York alertou todos os hospitais da cidade para procurarem em suas instalações pacientes com dificuldades respiratórias severas, porque poderiam ser portadores do vírus da gripe suína.

A doutora Anne Schuchat, do CDC, advertiu ontem que este novo vírus da gripe suína contagia com muita facilidade, como outras cepas de gripe, e é impossível contê-lo. EFE pgp/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG