EUA enviarão mais 1.400 marines temporários ao Afeganistão

Segundo Departamento de Defesa, reforço busca "consolidar os avanços alcançados" e "pressionar o inimigo"

iG São Paulo |

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates, autorizou o envio temporário de mais 1.400 marines para o Afeganistão, informou o departamento nesta quinta-feira.

"Gates aprovou um reforço de fuzileiros navais para o sul do Afeganistão para aproveitar e consolidar os avanços alcançados e pressionar o inimigo durante o inverno", indicou o o coronel David Lapan, porta-voz do Pentágono.

Os marines devem chegar ao Afeganistão nas próximas semanas, ampliando o número de combatentes norte-americanos no país para a temporada de combates. Os EUA mantêm 97 mil soldados no Afeganistão.

Divulgada em dezembro, uma revisão da estratégia do governo americano para a guerra do Afeganistão, ordenada pelo presidente Barack Obama, indicou que as forças do país poderão começar a retirada em julho de 2011, dentro do prazo estipulado há cerca de um ano, apesar de os avanços registrados no país serem "frágeis e reversíveis".

No mesmo mês, o jornal americano "The New York Times" afirmou que dois relatórios sigilosos dos serviços de inteligência dos EUA apresentam avaliações mais negativas do que a revisao estratégica.

Os dois relatórios de inteligência - um sobre o Afeganistão, o outro sobre o Paquistão - dizem que, embora haja progressos na guerra, a falta de disposição do Paquistão para coibir a presença de militantes em áreas tribais continua sendo um sério obstáculo, segundo o jornal. As chances de vitória no Afeganistão seriam limitadas.

Com Reuters

    Leia tudo sobre: afeganistãoeuaguerraobamarobert gates

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG