EUA enviará representante a Moscou para discutir antimísseis

Washington, 13 nov (EFE).- Os Governo americano enviará em breve a Moscou seu subsecretário de Estado adjunto para o Controle de Armas e Segurança Internacional, John Rood, para tentar resolver as divergências sobre cooperação em matéria de defesa antimísseis.

EFE |

"Ainda estamos tentando fechar uma data para que John Rood vá a Moscou para discutir suas propostas", disse hoje o porta-voz adjunto do Departamento de Estado, Robert Wood.

A Rússia rejeitou as propostas dos EUA para uma cooperação no âmbito da defesa antimísseis, ao considerá-las insuficientes, embora tenha dito estar disposta a alcançar um compromisso, segundo uma fonte do Kremlin citada por agências de notícias desse país.

Washington assegura que ainda não recebeu uma resposta formal por parte do Governo russo para suas propostas.

"Entregamos uma proposta a Moscou sobre a defesa antimísseis.

Temos que receber ainda uma resposta formal", assegurou Wood, que disse ainda que os EUA se inteirou, através da imprensa, sobre a rejeição russa à iniciativa de Washington.

"Provavelmente é uma melhor idéia ter John Rood lá para debater suas propostas a ter funcionários russos falando delas na imprensa", acrescentou.

Segundo o Kremlin, a proposta americana foi enviada a Moscou, depois que o presidente russo, Dmitri Medvedev, anunciasse que desdobraria foguetes táticos Iskander em Kaliningrado, em resposta ao escudo que os EUA planeja pôr no leste europeu.

As declarações do Departamento de Estado são feitas depois que o representante americano William Burns visitasse à Rússia e se reunisse com vários membros do Governo local. EFE cai/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG