EUA enviam a Portugal dois sírios presos em Guantánamo

WASHINGTON - Dois cidadãos da Síria mantidos na prisão dos Estados Unidos em Guantánamo foram enviados a Portugal, informou o Departamento de Justiça norte-americano nesta sexta-feira. Essa é a mais recente iniciativa do presidente Barack Obama em sua tentativa de fechar o controverso centro de detenção.

Reuters |

"Os Estados Unidos coordenaram esforços com o governo de Portugal para garantir que as transferências ocorram mediante medidas apropriadas de segurança e continuarão em consultas com o governo de Portugal em relação a esses detentos", disse o comunicado do Departamento de Justiça.

Antes dessas transferências, 12 suspeitos de serem militantes foram soltos desde a posse de Obama, sete meses atrás, e um foi enviado a Nova York para aguardar julgamento em uma corte dos EUA.

Alguns congressistas norte-americano levantam dúvidas sobre o destino que terão os outros 226 presos mantidos ainda na prisão de Guantánamo, situada em uma base militar na ilha de Cuba. O governo Obama prometeu fechar o local até meados de janeiro.

No começo desta semana, os EUA libertaram um dos mais jovens detidos em Guantánamo e o enviaram de volta ao Afeganistão.

A prisão foi aberta pelo governo Bush para abrigar militantes suspeitos de terrorismo depois dos atentados de 11 de setembro de 2001 nos EUA.


Leia mais sobre Guantánamo

    Leia tudo sobre: euaguantánamopresos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG