EUA entregam 12 detidos de Guantánamo a Iêmen, Afeganistão e Somalilândia

Washington, 20 dez (EFE).- O Governo dos Estados Unidos entregou 12 presos até agora retidos em Guantánamo ao Afeganistão, Iêmen e à região da Somalilândia, informou hoje o Departamento de Justiça americano.

EFE |

Em comunicado, o Departamento de Justiça indicou que, ao longo deste fim de semana, quatro presos afegãos - Abdul Hafiz, Sharifullah, Mohammed Rahim e Mohammed Hashem - foram transferidos à custódia das autoridades de seu país.

O Iêmen recebeu seus cidadãos Jamal Muhamad Allawi Mari, Farouk Ali Ahmed, Ayman Said Abdullah Batarfi, Muhamad Yasser Ahmed Taher, Fayyad Yahya Ahmed al-Rami e Rihad Atiq Ali Abdu al-Haf.

As autoridades regionais na Somalilândia receberam dois detidos somalis, Mohammed Soliman Barre e Ismael Arale, acrescentou o comunicado.

A entrega ocorre depois que uma comissão examinou cada um dos casos e levou em conta fatores como a ameaça que estes presos representam e a possibilidade de êxito se os detidos abrissem processos sobre sua situação.

Segundo o Departamento de Justiça, as entregas aconteceram "mediante acordos individuais entre os EUA e as autoridades estrangeiras relevantes para garantir que ocorressem através das medidas de segurança apropriadas".

Antes das entregas, como é habitual, o Governo dos EUA comunicou suas intenções com 15 dias de antecipação ao Congresso.

Desde 2002, quando foi estabelecida a prisão na base militar de Guantánamo para presos que os Estados Unidos consideravam "combatentes inimigos", foram transferidos a outros países mais de 560 detidos, segundo os números do Departamento de Justiça.

O presidente dos EUA, Barack Obama, ordenou o fechamento da prisão até 20 de janeiro, apesar de seu Governo ter admitido que não conseguirá cumprir esse prazo. EFE mv/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG