WASHINGTON - A Venezuela e os Estados Unidos restabelecerão seus respectivos embaixadores, Bernardo Alvarez e Patrick Duddy, afastados desde setembro passado.

Segundo o chanceler venezuelano, Nicolás Maduro, "a normalização das relações vai ser restabelecida nos próximos dias".

A volta dos embaixadores a suas respectivas delegações foi tratada pelo presidente da Venezuela, Hugo Chávez, e pela secretária de Estado americana, Hillary Clinton, durante a última Cúpula da Américas, realizada em abril em Trinidad e Tobago.

Apesar de em um primeiro momento o presidente Chávez ter sugerido a nomeação de Roy Chaderton, atual representante da Venezuela ante a Organização dos Estados Americanos, ficou decidido que seria melhor redesignar os antigos embaixadores, segundo fontes diplomáticas venezuelanas.

A Venezuela expulsou Patrick Duddy em setembro de 2008 em solidariedade com a Bolívia, que fizera a mesma coisa com o embaixador americano em La Paz, depois de acusá-lo de estar por trás de manobras da oposição.

Os Estados Unidos responderam ao gesto solicitando o afastamento de Bernardo Alvarez, que passou para a presidência do Banco da Alternativa Bolivariana para Nossa América (Alba), cargo que deixaria para voltar a Washington.

Leia mais sobre Venezuela - Estados Unidos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.