EUA e Rússiam retomam negociações sobre armas nucleares

As negociações entre Rússia e Estados Unidos sobre a redução de armas nucleares estratégicas foram reiniciadas nesta segunda-feira em Genebra, poucos dias depois da decisão de Washington de renunciar ao escudo antimísseis na Europa, o que segundo especialistas bloqueava o processo.

AFP |

As negociações acontecem na missão russa na ONU e devem durar mais tempo que o habitual, segundo uma fonte diplomática russa.

As seis rodadas precedentes, destinadas a prolongar o tratado sobre a redução dos arsenais russos e americanos (START 1), que expira em 5 de dezembro, duraram no máximo entre três e quatro dias.

Russos e americanos retomaram as negociações sobre o START, paralisadas durante o governo de George W. Bush, após a chegada à Casa Branca de Barack Obama, que pretende melhorar as relações com Moscou.

As duas partes se comprometeram a concluir um acordo até o fim do ano, mas as discussões se mostram mais complicadas que o previsto.

O principal obstáculo a um acordo era o projeto americano de instalar um sistema de proteção antimísseis na Polônia e na República Tcheca, considerado por Moscou uma ameaça a sua segurança.

Segundo os especialistas, o anúncio de Washington de abandonar o projeto, que foi saudado pela Rússia, pode facilitar o processo.

at/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG