EUA e Rússia estudarão redução de amamento nuclear

Moscou, 23 abr (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, e a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, se reunirão no dia 7 de maio, em Washington, dentro da negociação para estabelecer um novo acordo sobre a redução das armas estratégicas ofensivas, anunciou hoje a Chancelaria russa.

EFE |

O diretor do Departamento da América do Norte, Igor Neverov, lembrou que a primeira rodada de negociações entre Rússia e Estados Unidos em nível de especialistas acontecerá amanhã, em Roma.

"Em abril acontece a reunião de especialistas, depois este trabalho continuará, e os ministros participarão em seu nível deste trabalho no dia 7 de maio, em Washington", disse Neverov, citado pela agência oficial "RIA Novosti".

Acrescentou que Moscou espera chegar a um acordo sobre os parâmetros básicos do novo documento para a visita à Rússia do presidente americano, Barack Obama, prevista para julho.

Na semana passada, o porta-voz da Chancelaria russa, Andrei Nesterenko, assinalou que "atualmente, Rússia e EUA preparam a fundo suas posturas para as negociações bilaterais para criar um novo acordo".

O acordo futuro buscará níveis de redução armamentista menores que o atual Tratado de Moscou sobre Reduções de Armamento Estratégico Ofensivo de 2002, além de impor medidas de verificação.

No Tratado de Moscou, assinado em 24 de maio de 2002, Rússia e EUA se comprometeram a reduzir até 31 de dezembro de 2012 seus potenciais ofensivos estratégicos até entre 1.700 e 2.200 ogivas nucleares. EFE egw/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG