EUA e Rússia estão perto de acordo para reduzir armas nucleares

COPENHAGUE (Reuters) - Os Estados Unidos e a Rússia estão muito perto de fecharem um novo pacto de redução de armas nucleares, disse o presidente norte-americano, Barack Obama, nesta sexta-feira. Obama se reuniu com seu colega russo, Dmitry Medvedev, durante a cúpula climática da Organização das Nações Unidas (ONU) em Copenhague, na Dinamarca.

Reuters |

"Temos feito um avanço excelente", disse Obama sobre as conversas de redução de armas. "Estamos muito perto de um acordo".

Obama acrescentou estar confiante de que o pacto será fechado em breve.

"Nossas posições estão muito próximas", disse Medvedev, acrescentando que detalhes técnicos ainda precisam ser discutidos.

Ambos conversaram rapidamente com jornalistas após o encontro.

As duas maiores potências mundiais tentam acertar um novo acordo que substitua o tratado de redução de armas estratégicas (Start-I), assinado em 1991, o maior acordo para reduzir armas nucleares da história.

A Rússia pediu na quinta-feira por procedimentos de verificação mais simples para a redução dos arsenais nucleares, enquanto Washington insistiu querer um acordo que funcione para ambos os países.

(Reportagem de Jeff Mason)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG