EUA e Rússia esperam assinar tratado de desarmamento nuclear em breve

Moscou, 18 mar (EFE).- A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, e o ministro de Assuntos Exteriores russo, Serguei Lavrov, expressaram hoje sua confiança na pronta assinatura do novo tratado de desarmamento nuclear entre os dois países.

EFE |

"Os resultados das últimas rodadas (de conversas) fazem pensar que concluiremos as negociações em breve" sobre o novo tratado de redução de armas estratégicas, afirmou Hillary em entrevista coletiva concedida junto com seu colega russo.

Hillary destacou que os negociadores que definem o texto do novo tratado em Genebra informaram hoje em Moscou sobre "avanços" nas negociações.

Lavrov se mostrou "satisfeito" sobre como os negociadores de ambos os países cumprem o encomendado pelos presidentes da Rússia, Dmitri Medvedev, e dos Estados Unidos, Barack Obama, após sua reunião de julho passado em Moscou.

"Temos muitas razões para achar que estamos na parte final da última etapa e esperamos que os negociadores nos informem em breve sobre o fim de seus trabalhos", disse.

Lavrov e Hillary asseguraram que, após o fim das negociações propriamente ditas, as duas partes decidirão o local e a data da cerimônia de assinatura do documento que substituirá o Tratado de Redução de Armas Estratégicas (Start), que expirou em dezembro e foi prorrogado até a assinatura do novo acordo.

Recentemente, Lavrov assegurou que o novo tratado contemplará a vinculação entre o armamento ofensivo - mísseis balísticos - e o defensivo - sistemas antimísseis -, ponto que enfrenta certa resistência por parte dos EUA.

Os presidentes russo e americano decidiram em 2009 que o novo tratado de desarmamento deve reduzir o número de ogivas nucleares de cada país para entre 1.500 e 1.675 em seus primeiros sete anos de vigência. EFE io-si/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG