EUA e México assinam acordo para combater violência na fronteira

Washington, 15 jun (EFE).- Estados Unidos e México assinaram hoje um acordo para fortalecer, com mais agentes, tecnologias e controles fronteiriços, o combate à violência do tráfico de drogas sem atrapalhar o fluxo legal de pessoas e comércio na fronteira comum.

EFE |

O convênio foi assinado pela secretária de Segurança Nacional dos EUA, Janet Napolitano, e o ministro da Fazenda do México, Agustín Carstens.

Durante uma entrevista coletiva conjunta, Carstens e Napolitano explicaram que o pacto, que dá continuidade a um assinado em 2007, se apoia em três pilares: o fortalecimento da cooperação na segurança fronteiriça; a capacitação de mais agentes alfandegários no México e a agilização dos trâmites na fronteira.

Ambos deixaram claro que não haverá tolerância com a corrupção dos agentes alfandegários que, pressionados ou ameaçados pelos cartéis do tráfico de drogas, façam vista grossa para permitir o contrabando de narcóticos, armas e dinheiro.

A troca comercial entre EUA e México, cuja maior parte se dá pela via terrestre, totalizou US$ 367 bilhões em 2008, segundo o Escritório do Representante de Comércio Exterior americano (USTR, em inglês).

Uma preocupação dos negócios na faixa fronteiriça é que o reforço das inspeções e a vigilância na zona possam atravancar o comércio transnacional, devido às longas filas que se formam nos pontos de controles.

No entanto, Napolitano minimizou essas críticas ao dizer que as inspeções serão feitas tanto por agentes alfandegários nos EUA, como por seus colegas no México, porque se trata de uma tarefa "conjunta". EFE mp/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG