EUA e Japão concordam na necessidade de desnuclearizar Coreia do Norte

Tóquio, 1 jun (EFE).- Uma delegação do Governo dos Estados Unidos liderada pelo subsecretário de Estado, James Steinberg, concordou hoje, em Tóquio, com as autoridades japonesas na absoluta necessidade de desnuclearizar a Coreia do Norte, informou a agência local Kyodo.

EFE |

Além disso, os dois países decidiram dar uma resposta firme no Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU) ao teste nuclear norte-coreano e tomar ações efetivas comuns para responder à prova realizada em 25 de maio.

Steinberg e outros altos funcionários da Casa Branca se reuniram hoje com membros do Ministério de Exteriores japonês para coordenar uma resposta conjunta ao desenvolvimento armamentista norte-coreano.

A delegação, que inclui o enviado especial dos Estados Unidos para a Coreia do Norte, Stephen Bosworth, se reunirá amanhã com o primeiro-ministro japonês, Taro Aso, para discutir a crise na região após o segundo teste nuclear norte-coreano.

As duas partes se comprometeram a buscar, junto com seus outros parceiros nas conversas multilaterais para o desarmamento da Coreia do Norte (que inclui também, além dos três países citados, Coreia do Sul, China e Rússia), uma nova resolução do Conselho de Segurança da ONU que inclua mais sanções.

Steinberg concordou com o vice-ministro de Exteriores japonês, Mitoji Yabunaka, em que as novas medidas devem "deter os atos norte-coreanos, altamente desestabilizadores", segundo a "Kyodo".

Yabunaka reconheceu que as negociações a seis lados precisam de "um novo enfoque", depois de a Coreia do Norte não ter cumprido os compromissos das conversas.

A delegação americana se encontra em Tóquio em sua primeira parada de uma viagem asiática que levará os membros do grupo a Seul, Pequim e Moscou.

A viagem dos diplomatas dos Estados Unidos na região coincide com o maior momento de tensão entre a Coreia do Norte e os aliados da Coreia do Sul na zona, após, há uma semana, realizar um teste nuclear e se desvincular do armistício que colocou fim à Guerra da Coreia (1950-1953).

Além disso, relatórios da Inteligência sul-coreana indicam que o regime norte-coreano está transferindo um míssil de longo alcance, do tipo Taepodong-2, à base de Dongchang-ri para preparar seu lançamento.

Os representantes do Japão e dos Estados Unidos também falaram de cooperação em outros assuntos internacionais como Irã, Afeganistão e Paquistão, na qual mostraram sua postura comum, assim como em suas relações com China ou Mianmar. EFE jmr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG