EUA e Cuba conversam para retomar serviço postal direto

Havana, 16 set (EFE).- Representantes de Estados Unidos e Cuba conversam nesta quinta-feira em Havana para tentar restabelecer o serviço postal direto entre os dois países, confirmaram à Agência Efe fontes da Seção de Interesses dos EUA em Cuba.

EFE |

A delegação americana será liderada pela subsecretária adjunta de Estado para o Hemisfério Ocidental, Bisa Williams, e contará com funcionários do serviço postal americano.

Não se sabe o local da reunião e a composição da delegação cubana, já que o Governo da ilha não ofereceu nenhuma informação a respeito até o momento, assim como a duração das conversas ou se elas terão continuidade em outra ocasião.

Segundo as fontes americanas, estas negociações "são coerentes com o interesse dos EUA de permitir o livre fluxo de informação".

Em junho, o porta-voz da Presidência americana, Robert Gibbs, falou sobre estas conversas e as apresentou como uma ajuda para transmitir a mensagem americana em prol da democracia para Cuba.

O serviço postal direto entre Cuba e EUA está interrompido há mais de quatro décadas. Todos os envios postais entre os dois países precisam passar por uma terceira nação.

Mais de um milhão e meio de pessoas de origem cubana vivem nos EUA - a maioria possui familiares na ilha -, e o Governo americano decretou nos últimos meses medidas para facilitar suas viagens a Cuba e o envio de remessas de dinheiro ao país.

No entanto, estas iniciativas foram consideradas hoje como "extremamente limitadas e totalmente insuficientes" pelo ministro das Relações Exteriores cubano, Bruno Rodríguez, que também criticou o fato de que o presidente americano, Barack Obama, tenha prorrogado em um ano as medidas de embargo comercial e econômico contra Cuba.

EFE fjo/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG