EUA e Bolívia voltam a discutir relação diplomática em junho

La Paz, 24 mai (EFE).- Representantes dos Governos dos Estados Unidos e da Bolívia se reunirão em junho, em Washington, para avançarem num novo convênio marco de respeito mútuo, que regerá as relações entre ambos os países, informou hoje o embaixador boliviano na ONU, Pablo Solón, em declarações à rádio estatal.

EFE |

Solón disse que as comissões técnicas de ambos os países, que na semana passada estabeleceram as bases de uma agenda comum em La Paz, voltarão a se reunir no próximo mês para rever esse documento e ver até onde as partem conseguem chegar.

Na quinta-feira, os Governos de Bolívia e EUA fixaram as bases de um diálogo para melhorar a relação bilateral, estremecida desde a expulsão de seus respectivos embaixadores em setembro do ano passado.

Solón reconheceu que o acordo está bem encaminhado, uma vez que "os sinais políticos" já foram determinados. Porém, o diplomata não soube dizer se a agenda bilateral de dez pontos será esgotada na próxima reunião ou se um terceiro encontro será necessário.

"Estamos nas vírgulas e pontos que têm que ser modelados num acordo vinculativo", acrescentou.

O representante diplomático lembrou que estes trabalhos conjuntos foram definidos na Cúpula das Américas, realizada em abril, em Trinidad e Tobago, e na reunião entre o chanceler boliviano, David Choquehuanca, e a secretária de Estado americana, Hillary Clinton.

"O objetivo é que quando os dois chanceleres voltem a se encontrar todo o trabalho esteja realizado", acrescentou Solón. EFE lav/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG