EUA e Ban pedem libertação de todos os prisioneiros políticos de Mianmar

Os Estados Unidos e o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediram nesta segunda-feira à junta militar que governa Mianmar a libertação de todos os prisioneiros políticos, depois do anúncio de uma anistia para apenas 17 deles.

AFP |

"Quero reforçar meu pedido a favor da libertação de todos os presos políticos, incluindo a senhora Aung San Suu Kyi, e a retomada do diálogo entre governo e oposição, sem demora e sem condições", disse Ban à imprensa.

Ban também assegurou que gostaria de visitar Mianmar, mas que ainda não tomou a decisão.

"Antes de nada, há alguns temas que precisam ser discutidos com o governo birmanês sobre o momento e sobre a agenda (...) mas nada foi discutido ainda", disse.

Os Estados Unidos também indicaram nesta segunda-feira que a junta militar que governa Mianmar deve libertar todos os seus prisioneiros políticos, incluindo a vencedora do prêmio Nobel.

"Obviamente saudamos a libertação de qualquer preso político, mas pedimos aos birmaneses a libertação de todos os presos políticos, incluindo Aung San Suu Kyi", disse o porta-voz do Departamento de Estado, Robert Wood.

hc/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG