EUA e Argentina assinam acordo para impedir tráfico de material nuclear

Washington, 13 abr (EFE).- A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, e o chanceler argentino, Jorge Taiana, assinaram hoje um acordo de cooperação para prevenir o tráfico de materiais nucleares durante a Cúpula sobre Segurança Nuclear, em Washington.

EFE |

"Este acordo reflete o espírito desta cúpula", disse Hillary, que ressaltou a cooperação entre Estados Unidos e Argentina na luta contra o terrorismo e a não-proliferação.

O acordo foi assinado pouco antes de a presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, se reunir com seu colega dos EUA, Barack Obama, em um encontro bilateral paralelo à cúpula.

O pacto permitirá à Argentina melhorar os equipamentos de suas alfândegas e dará apoio técnico e capacitação do pessoal alfandegário argentino para aprimorar o controle dos portos marítimos do país.

Hillary lembrou que atualmente esta iniciativa funciona em 30 portos e que os EUA estão trabalhando para que terminais portuários na Ásia, América Latina, Caribe, Oriente Médio, Europa e África se unam à iniciativa.

Taiana, por sua vez, assegurou que "este acordo bilateral é uma importante contribuição à política do Governo argentino para portos".

O objetivo é trabalhar conjuntamente "para diminuir o risco de tráfico de materiais nucleares, radioativos e outros produtos relacionados", ressaltou o chanceler.

Os portos argentinos se integrarão a uma rede mundial que inclui terminais da China, Colômbia, Espanha, Estados Unidos, Filipinas, Grécia, Israel, México, Países Baixos, Portugal, Cingapura, entre outros. EFE elv/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG