EUA dizem ter matado ao menos 10 talibans no Afeganistão

CABUL (Reuters) - As forças lideradas pelos Estados Unidos mataram mais de 10 militantes e detiveram outros dois, durante operações conduzidas no leste do Afeganistão, com o objetivo de atacar a rede de um comandante do Taliban, Jalaluddin Haqqani, informou o Exército norte-americano nesta sexta-feira. As forças dos Estados Unidos tiveram a rede de Haqqani como alvo nesta semana, lançando mísseis sobre uma casa e uma escola religiosa fundada pelo comandante, numa região tribal perto da fronteira com o Paquistão. Neste ataque, 23 pessoas foram mortas -- a maioria delas era parente de Haqqani.

Reuters |

Na quinta-feira, dois membros da equipe de Haqqani foram detidos na Província afegã de Khost. Um deles era suspeito de coordenar ataques contra as forças afegãs e da coalizão, na beira de estradas, segundo o Exército norte-americano.

Apoiado pelos Estados Unidos durante a guerra contra a União Soviética, Haqqani é considerado próximo a Osama Bin Laden.

As forças dos Estados Unidos também procuraram um comandante do Taliban na província de Kapisa, a nordeste da capital Cabul. Nos conflitos, morreram 10 militantes, segundo o Exército.

'As forças de coalizão foram recebidas com armas de pequeno porte', disse um comunicado do Exército. 'As forças revidaram, matando os militantes'.

A violência atingiu seu pior nível no Afeganistão desde a derrubada do regime Taliban, em 2001. Mais de 2.700 pessoas, incluindo 1.100 civis, foram mortos só neste ano, segundo agências humanitárias.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG