EUA dizem querer diálogo com Coreia do Norte

Seul, 7 mar (EFE).- O representante especial dos Estados Unidos para a Coreia do Norte, Stephen Bosworth, afirmou hoje em Seul que seu país quer dialogar com o regime comunista, segundo informou a agência de notícias sul-coreana Yonhap.

EFE |

"Queremos diálogo", disse Bosworth, ex-embaixador americano na Coreia do Sul, logo após chegar ao aeroporto internacional de Seul para se reunir nos próximos quatro dias com representantes locais e russos para a questão nuclear.

Bosworth, que antes esteve na China e no Japão em sua primeira viagem pela Ásia no cargo, reiterou que seria uma má ideia a Coreia do Norte lançar em breve um míssil de longo alcance ou um satélite de comunicação, como se especula há semanas.

"Seria uma decisão mal tomada", apontou o representante do Governo Barack Obama, que também reforçou seu desejo de viajar em breve a Pyongyang para se reunir com autoridades locais.

A tensão na Península coreana vem se intensificando desde janeiro, quando Pyongyang anulou todos os acordos de não confronto político e militar com o vizinho.

EUA, China, Japão, Rússia e as duas Coreias mantêm um processo de negociação para a desnuclearização do regime norte-coreano, travada desde finais do ano passado por divergências. EFE ce/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG