escutar - Mundo - iG" /

EUA dizem que vão à reunião com Irã apenas para escutar

Washington, 16 jul (EFE).- Os Estados Unidos asseguraram hoje que sua participação na reunião de sábado em Genebra com o Irã será para escutar a resposta de Teerã sobre o pacote de incentivos para que abandonem seu programa nuclear, e não para negociar.

EFE |

O subsecretário de Estado para Assuntos Políticos americano, William Burns, irá na quinta-feira à Suíça para, no sábado, assistir às conversas do chefe da diplomacia da União Européia (UE), Javier Solana, com o principal negociador iraniano em matéria nuclear, Saeed Jalili, e delegados dos países que participam da negociação.

A secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, vê a participação dos EUA nessa reunião como um "passo inteligente", já que envia um sinal ao mundo e a Teerã de que Washington quer solucionar pela via diplomática a questão das atividades nucleares iranianas, disse hoje seu porta-voz, Sean McCormack.

No entanto, o Governo americano insiste em que a participação de Burns nas conversas não representa uma mudança em sua postura sobre as ambições nucleares do Irã.

Por isso, McCormack reiterou que a condição para que Rice e os outros ministros dos países negociadores (EUA, Reino Unido, França, Rússia, China e Alemanha) se sentem para discutir com o Irã continua sendo que Teerã abandone seu programa nuclear.

"Se derem este passo, EUA e seus parceiros (...) se reunirão com a delegação iraniana em qualquer momento e em qualquer lugar", assegurou o porta-voz do Departamento de Estado.

A Casa Branca insistiu também que a presença de Burns na reunião de sábado não significa uma mudança de posição dos EUA em relação às atividades nucleares de Teerã.

"Nada mudou", disse a porta-voz da Casa Branca, Dana Perino.

"Caso não aceitem esta oferta, primeiro não haverá negociação e, segundo, haverá sanções adicionais", ressaltou Perino.

Os países negociadores ofereceram ao Irã um revisado plano de incentivos no marco do processo de negociação realizado para que Teerã abandone o enriquecimento de urânio.

O chefe da diplomacia européia, Javier Solana, entregou em 14 de junho às autoridades iranianas o conjunto de medidas.

Na reunião de Genebra, os países negociadores escutarão a resposta oficial e definitiva de Teerã sobre sua proposta. EFE cai/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG