EUA dizem que tropas mataram 25 militantes no Afeganistão

CABUL (Reuters) - A coalizão liderada por forças dos Estados Unidos matou 25 militantes em uma série de ataques contra comandantes do Taliban no Afeganistão, informou nesta quarta-feira a força militar dos EUA. A violência no Afeganistão aumentou fortemente este ano, sendo o período mais sangrento desde a retirada do Taliban em 2001, e tem levantado dúvidas sobre a perspectiva de segurança no país, apesar do crescente número de tropas estrangeiras.

Reuters |

Em um dos ataques na manhã desta quarta-feira, tropas mataram 15 militantes e prenderam seis supostos insurgentes em Candahar, sul do país, disseram militares norte-americanos.

Os outros dois ataques ocorreram na terça-feira, no sudeste do Afeganistão. Uma operação atingiu um importante comandante do Taliban na região de Zormat, em Paktia, que acreditava-se ter envolvimento com a al Qaeda, acrescentou a força militar dos

EUA.

Cinco militantes foram mortos durante a operação, disse os EUA em comunicado, mas não foi informado o nome do comandante.

Em outra operação, forças da coalizão mataram mais cinco militantes e capturaram outros quatro em mais uma missão.

O Taliban não comentou imediatamente o ataque e a Reuters não pôde confirmar por meios independentes as informações divulgadas pelos EUA.

Somente este ano, mais de 4 mil pessoas, sendo que mais de um 25 por cento eram civis, foram mortas no Afeganistão.

(Reportagem de Sayed Salahuddin)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG