Washington, 6 abr (EFE).- O terrorismo nuclear é o perigo mais extremo e imediato da atualidade, segundo o relatório sobre a nova estratégia nuclear divulgado hoje pelo Governo dos Estados Unidos.

No documento, conhecido como "Revisão da Postura Nuclear", o Pentágono assegura que, além da ameaça que representam os grupos terroristas, dispostos a usar bombas nucleares se conseguirem ter acesso a essa tecnologia, a outra grande ameaça é a "proliferação nuclear". EFE mv/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.