Bruxelas, 22 out (EFE).- Os Estados Unidos disseram hoje que sua participação na missão civil da União Européia (UE) no Kosovo é um precedente para a futura cooperação entre Washington e Bruxelas.

O secretário de Estado adjunto dos EUA para Assuntos Europeus e Asiáticos, Dan Fried, falou hoje da participação de Washington na missão, na primeira vez em que os Estados Unidos fazem parte de uma operação de política externa da União Européia.

Esta participação "estabelece um precedente para o que esperamos seja a futura cooperação entre EUA e UE", afirmou Fried, em um ato na sede do Conselho da União Européia, no qual ressaltou que a Europa e os Estados Unidos podem fazer "muitas coisas juntos".

Embora não tenha precisado em que outras operações de política externa e segurança européias Washington pode cooperar, Fried ressaltou que o objetivo dos Estados Unidos é "conseguir resultados", sem interesse em discussões "teológicas" sobre o foro em que os EUA devem trabalhar com os europeus em cada ocasião (Otan ou União Européia).

A política externa e de segurança da UE "é muito importante e não a consideramos incompatível" com a Otan, acrescentou, ressaltando que esse trabalho conjunto melhorará após as eleições presidenciais americanas de 4 de novembro, já que "os dois candidatos deixaram claro que querem melhorar sua cooperação com a Europa".

Os EUA contribuirão com 80 policiais e até oito juízes para a operação européia no Kosovo, que terá um total de 1.900 integrantes, além de um contingente local de cerca de 1.100 pessoas.

Os primeiros americanos chegarão ao Kosovo entre meados e final de novembro, disseram fontes européias. EFE rcf/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.